Combustível a partir de lixo começa a ser estudado

combustivelverde500
O carro do futuro vai ser movido a lixo? Combustíveis orgânicos causam menos danos à sociedade?
Desde 2009, o lixo que moradores e empresas de Oakland e San Francisco, no estado americano da Califórnia, depositam no aterro sanitário de Altamont é transformado em GNL – Gás Natural Liquefeito. O combustível está sendo usado por caminhões de lixo e de reciclagem em substituição ao diesel.
Com essa iniciativa, a Califórnia, que adotou uma das mais rigorosas metas de redução de gases de efeito estufa, está conseguindo reduzir a produção de dióxido de carbono (que é menor com o uso de gás natural quando comparado ao diesel) e capturar o metano antes que ele seja lançado no meio ambiente.
Trata-se da maior usina mundial de GNL que usa lixo como matéria prima, com produção de 50 mil litros diários de gás e capacidade de retirar 30 mil toneladas por ano de CO2 do meio ambiente.
No processo de produção da usina, o gás metano criado a partir dos detritos em decomposição no aterro é aspirado e segue através de uma tubulação para uma usina que o purifica e o transforma em gás natural.

Futuro próximo
Lembra do filme “De Volta Para o Futuro”? O inventor coloca lixo num equipamento e o carro sai voando em direção ao futuro. E os engenheiros da Califórnia estão viajando na mesma direção.

O nome da tecnologia é gaseificação. Um forno colocado na mala do carro queima o lixo sólido e extrai dele o máximo possível de vapor. O gás percorre os tubos e quando chega ao carburador tem o mesmo efeito da gasolina ou de qualquer outro combustível.
O que sobra depois da queima do combustível é carbono em estado sólido. De acordo com pesquisas científicas, um ótimo fertilizante.
Claro que ainda é um experimento, mas os inventores prometem que em breve vai ser tudo muito mais compacto e fácil de usar.

Fonte: Planeta Agro e Fantástico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *