CSM adquire mais nove unidades Iveco zero km e comemora boa média de consumo

A CSM Produtos Químicos de Chapecó-SC – que já é um cliente tradicional da marca Iveco – adquiriu mais nove caminhões da marca, dois Iveco Stralis NR 570E38 Eurotronic e sete Iveco Tector 240E25 6×2, hoje são totalizando 42 caminhões da marca.
A CSM fabrica hipoclorito de sódio, revende amônia anidra para refrigeração e outros produtos químicos para desinfecção, tratamento de água potável, efluentes, piscinas, esgotos domésticos e industriais.
A entrega foi realizada pelo Gerente da Carboni Iveco de Chapecó, Elio Cella, o entregador técnico Setembrino Campagnaro e o supervisor de vendas Sidinei Rosa, entregaram em mãos as chaves dos novos caminhões para o Supervisor de Transportes – Silvonei Augusto do Carmo e ao Diretor Sadi José Morgan, da CSM.
CSM adquire mais nove unidades Iveco zero km e comemora boa média de consumo DSC06074E
Setembrino (Carboni), Silvonei (CSM), Sidinei (Carboni) e Sadi Morgan (CSM)


Treinamento de direção econômica reduz em 9% o consumo de combustível da frota Iveco da CSM:
No inicio de 2011 a CSM em parceria com a Carboni Iveco iniciaram um projeto para reduzir o consumo de combustível dos caminhões Iveco da frota da CSM.
A primeira etapa, em janeiro de 2011 foram palestras para os motoristas realizadas pelo Top Driver da Carboni Iveco, Ilson Pagliari. Com o resultado positivo, em Outubro as empresas decidiram formar um instrutor de direção econômica dentro da própria CSM.  Jacob Felipe Massing então motorista da CSM, recebeu treinamento em Videira e hoje é responsável por instruir e reciclar os conhecimentos de direção econômica na empresa.
Felipe Massing falou sobre os resultados positivos do seu trabalho como instrutor de direção econômica na CSM. “O consumo de combustível foi reduzido em 9% apenas com treinamento, isso prova o valor da informação e do treinamento das equipes de motoristas”, enfatiza o instrutor.
Segundo o diretor da CSM Sadi Morgan, os resultados ainda podem ser melhores. “Sabemos que a médio prazo os resultados podem ser ainda melhores se o trabalho for contínuo”, analisa Morgan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *