Iveco Tector Ecoline, o caminhão semipesado mais versátil e confortável do mercado

Iveco Tector Ecoline, o caminhão semipesado mais versátil e confortável do mercado 20120522133158 240e28s cl ta 004

O novo veículo da Iveco está disponível em três opções de cabine, dois tipos de motores, três transmissões diferentes, três versões de tração e quatro entre-eixos, num total de 41 configurações. Com tantas inovações, o Tector inaugura um novo padrão de qualidade, durabilidade e economia no segmento

Nova suspensão de cabine, ar-condicionado de série, tanque de alumínio, painel diferenciado, cabine leito teto alto e até 5% mais econômico que a versão anterior. Estes são alguns dos itens que passam a compor a nova geração do Iveco Tector, o caminhão semipesado da Iveco que está surpreendendo transportadores em todo o Brasil.

A Infra Promo é uma das empresas surpreendidas pelos diferenciais da linha Ecoline. Especializada em estruturas para eventos promocionais corporativos, a agência de Curitiba (PR) acaba de adquirir um Tector Ecoline. O caminhão semipesado já saiu de fábrica adequado às normas da legislação Proconve P7. “Adquirimos um Tector Euro 5 para percorrer o Brasil com um implemento que é um baú auditório, com capacidade para até 30 pessoas. Em seu interior são efetuados treinamentos de operadores de máquinas de construção da New Holland Construções”, explica Lian Trabulci, sócio e diretor da empresa.

Destacando o fato de o novo Tector trabalhar com a tecnologia SCR – processo de pós-tratamento de gases presente nos novos caminhões médios, semipesados, pesados e extrapesados da linha Iveco Ecoline – , o empresário afirma que o desempenho do veículo tem sido excelente. “Esse equipamento nos propicia agilidade, confiabilidade e segurança no deslocamento de nosso baú auditório, um implemento de cerca de R$ 200 mil, que utilizamos para atender nossos clientes.”

Trabulci ressalta ainda que Marcos Ferreira, o motorista da Infra Promo que conduziu o caminhão nessa viagem pelo Brasil, testou e aprovou o Tector Ecoline. “Para ele, os pontos fortes do semipesado da Iveco são: o conforto da nova cabine, a dirigibilidade, a estabilidade e o desempenho do motor de 280cv. “com este caminhão, não tem tempo ruim”, foram as palavras que Ferreira usou para definir o veículo”.

Iveco Tector Ecoline, o caminhão semipesado mais versátil e confortável do mercado 20120522170335 170e22 attack cc tb 001

Dividida em duas versões de acabamento – o Iveco Tector e o Iveco Tector Attack – , a linha oferece três opções de cabine (curta, leito e a nova versão leito teto alto), dois tipos de motores (218cv e 280cv), três transmissões diferentes (de 6, 9 e 10 velocidades), três versões de tração (4×2, 6×2 e 6×4) e quatro distâncias de entre-eixos. Para isso, a montadora investiu em uma pesquisa com os clientes da marca e, a partir das demandas apresentadas pelos transportadores brasileiros, focou seus investimentos em três pilares: conforto, economia e versatilidade. A gama foi ampliada ganhando a versão Attack – 4×2 e 6×2 – com preço reduzido. É uma versão sob medida para frotistas, órgãos públicos e pequenos comerciantes que utilizam o caminhão em entregas urbanas e interurbanas de curta distância. Assim, o Tector Attack 4×2 com 17 toneladas de PBT é um modelo mais simples. Ele vem com o motor Iveco FPT NEF 6, de 6 litros, com tecnologia SCR (que exige o Arla 32) e 218cv. Ligeiramente mais potente que os 210cv da versão anterior (euro 3). De série, o Attack tem o volante regulável em altura e a escotilha de teto. Na versão cabine curta do caminhão (4×2 e 6×2), o banco do passageiro é de dois lugares, para acomodar as equipes urbanas compostas normalmente por motorista e dois ajudantes. O modelo oferece ainda alguns itens opcionais, como banco pneumático do lado do motorista, ar-condicionado, vidros verdes e tanque duplo. É o caminhão que apresenta a melhor relação custo-benefício do segmento.

Outra versão feita sob medida para o transportador brasileiro é o Tector 6×2, para 23 toneladas de PBT. Ele foi especialmente pensado para aquele motorista que atua no setor com seu próprio caminhão e passa muitas horas na estrada percorrendo médias e longas distâncias.

A suspensão da cabine também mudou. Agora ela vem com molas helicoidais e amortecedores nos quatro pontos de fixação, o que fez o caminhão subir em 1,5 ponto na escala de conforto SAE em relação ao modelo Euro 3.

Pesquisas indicaram também que força e baixo consumo de combustível são atributos prioritários para os usuários de caminhões semipesados. Dessa forma, uma das versões do Tector Ecoline 6×2 vem com motor de 280cv e uma transmissão de nove marchas com engate tipo “H sobreposto”. Alexandre Serretti, gerente executivo da plataforma de leves, médios e semipesados da Iveco, explica que a configuração oferece uma ampla curva de torque, permite uma troca de marcha suave e registra até 5% de economia de combustível sobre o modelo Euro 3. Isso porque para as versões de 17, 23 e 26 toneladas, 4×2, 6×2 e 6×4, optou-se por uma configuração que trouxe um salto de 12% em potência, de 250cv do modelo anterior para 280cv na linha 2012. “O resultado é maior elasticidade do motor, que permite uma condução mais tranqüila e a manutenção de velocidades médias mais elevadas com menor consumo”, comenta Serretti.

Iveco Tector Ecoline, o caminhão semipesado mais versátil e confortável do mercado 20120712150235 IVECO Modelo 11
Cristiane Nunes

A geração Ecoline traz uma surpresa para os motoristas: todas as versões vêm com tanque de alumínio de 400 litros. “Isso deu um brilho a mais no visual do caminhão,” explica Cristiane Nunes, gerente da gama de semipesados e pesados da Iveco, que liderou o time que definiu os conteúdos do produto. “O tanque de alumínio é um dos grandes desejos de todos os motoristas e assim decidimos adotá-lo como de série também na versão Attack.”

Linha TOP

Se você faz parte dos 60% de motoristas de semipesados que passam horas percorrendo médias e longas distâncias a bordo do próprio caminhão, então o modelo pensado para o seu negócio é o Tector Stradale. “Ele é o ‘top’ do mercado”, compara Lunardi.

Com tração 6×2, o modelo apresenta o maior entre eixos (5.670mm) da categoria, cabine leito teto alto e vêm com todos os opcionais de série, mais faróis de neblina, trava elétrica, espelho retrovisor elétrico, CD player e dois tanques de alumínio, para 700 litros no total.

Iveco Tector Ecoline, o caminhão semipesado mais versátil e confortável do mercado 20120615134312 04Alcides Cavalcanti
Alcides Cavalcanti

Tem sempre um Tector Ecoline feito para você! Com esse novo posicionamento, a Iveco passa a disputar todas as categorias do segmento de caminhões semipesados. “Nossa meta é crescer, no mínimo, um ponto percentual por ano”, prevê Alcides Cavalcanti, diretor de vendas da Iveco que hoje tem 7,4% de market share na categoria. Ele lembra ainda que quando a montadora lançou a primeira geração do Tector, em 2008, possuía cerca de 3% de participação nesse mercado. “Os novos veículos da linha Ecoline são os melhores caminhões já produzidos pela Iveco no Brasil”, conclui Cavalcanti.

Manutenção da Economia

Iveco Tector Ecoline, o caminhão semipesado mais versátil e confortável do mercado 20120522141628 240e28s cl ta 010

Com o Tector Ecoline você economiza a cada acelerada. Além de ser até 5% mais econômico do que a versão anterior, o veículo ainda apresenta um custo de manutenção reduzido. “além da durabilidade garantida pelo desenvolvimento, decisões de engenharia foram adotadas para ampliar os intervalos de manutanção e reduzir os custos dos serviços, como os cubos banhados a óleo e o ajustador automático das lonas de freio”, explica Mauricio Gouveia, diretor de pós-venda da Iveco. “A montadora adotou o óleo sintético para motor, transmissão e eixos, o que garante maior proteção aos componentes internos do trem de força, aumenta a vida útil dos componentes e também permite trocas mais espaçadas, o que resulta em economia e menor número de paradas de manutenção do veículo”. Ele usa como exemplo o óleo do motor, que antes era trocado aos 40.000km. Agora, a troca ocorre aos 60.000km. O óleo da transmissão, que tinha intervalo de troca a cada 120.000km, agora pede intervalos de 800.000, enquanto a troca do óleo do eixo traseiro passou de um intervalo de 120.000km para 480.000km. “A economia vem pelo número menor de trocas de óleo e pelos intervalos maiores entre as paradas ao longo da vida do modelo, que somadas, resultam em menores custos e maior produtividade”, contabiliza Gouveia.

Veja o interior em 360º

Clique e solicite informações sobre preço

Fonte: revista Força Iveco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *