Com apenas 10% de entrada, nova linha de crédito para caminhões Iveco é alternativa para alta do Finame

Com apenas 10% de entrada, nova linha de crédito para caminhões Iveco é alternativa para alta do Finame hi way credito alexandre andrade
A Iveco lançou uma opção de financiamento com condições especiais para a compra de veículos e caminhões da marca, com apenas 10% de entrada do valor total e prazo de cinco anos para quitar o parcelamento do restante. A linha de crédito, disponível via Banco CNH Industrial, é uma solução para os transportadores que desejam adquirir veículos novos em condições mais atrativas que as oferecidas atualmente pelo Finame, principal linha de financiamento do governo federal para máquinas, equipamentos e caminhões. 

As novas regras do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) para o Finame, anunciadas recentemente, restringiram o acesso a essa modalidade de crédito. Antes, era possível financiar até 100% do bem a ser adquirido. Com as mudanças, o valor mínimo de entrada é de 30% para pequenas empresas e de 50% para as grandes. Também houve aumento na taxa de juros, que passou de 6% para 9,5% ao ano para as pequenas e 10% para as grandes empresas.

Segundo o diretor de vendas corporativas da Iveco, Osmar Hirashiki, a parceria com o Banco CNH Industrial permite conhecer melhor o cliente e suas necessidades na hora da compra e criar alternativas economicamente mais viáveis. “A Iveco saiu na frente ao oferecer essa nova linha de crédito para os transportadores que necessitam adquirir veículos mais modernos para ampliar ou incrementar a frota”, afirma.

Com apenas 10% de entrada, nova linha de crédito para caminhões Iveco é alternativa para alta do Finame osmar hirashiki  dir de vendas corporativas foto alexandre andrade 5


A linha de crédito da Iveco é válida para os veículos da marca que possuem o código Finame, incluindo comerciais leves, para transporte de cargas nos centros urbanos, e extrapesados usados para escoamento da safra.

“Disponibilizamos uma linha de crédito que visa complementar a parte não coberta pelo PSI, com a mesma taxa da operação feita pelo BNDES e no mesmo prazo, o qual estamos limitando em 60 meses. Para os clientes que quiserem uma vantagem ainda maior, apresentamos a opção de financiar esse complemento de 20% ou 40% do caminhão em 12 meses sem juros”, diz o diretor Comercial, de Marketing e de Seguros do Banco CNH Industrial, Jucivaldo Feitosa. Em 2014, 45% dos financiamentos Iveco foram feitos via Banco CNH Industrial.

Fonte: WWW.cnhpress.COM.BR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *