O FGTS agiliza sua contemplação, entenda como usá-lo no lance do seu consórcio

O FGTS agiliza sua contemplação, entenda como usá-lo no lance do seu consórcio artigo8

Nem todo mundo sabe, mas é possível utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para realizar o sonho da casa própria mais cedo. Isso porque essa destinação do FGTS pode ser extremamente importante para antecipar a obtenção da carta para imóvel no seu sistema de consórcio.
 
 

Há quatro maneiras de utilizar o FGTS em um consórcio na modalidade residencial. Confira!

 
1 – Oferta de lance

Neste modelo, o consorciado pode empregar todo o saldo de sua conta do FGTS para oferecer em um lance. Sendo assim, é indispensável que ele mostre o seu extrato a administradora do consórcio para ter a sua carta para imóvel.
 

2 – Complementar a carta
 

Por exemplo, se alguém tem um consórcio e a sua carta de crédito corresponder a R$ 100 mil, dá para complementar. Ou seja, ele pode adquirir uma casa com um valor acima dos R$ 100 mil e sacar o que faltar da sua conta do FGTS. Neste caso, também é essencial mostrar seu extrato do FGTS.
 

3 – Saldar parte das prestações
 

Neste sentido, o valor retirado da conta do FGTS pode eliminar até 80% da quantia da parcela do consórcio. Sendo que o consorciado que contar com alguma mensalidade atrasada pode usar a mesma metodologia para ficar em dia. No entanto, há algo que deve ser levado conta neste contexto.
 
Isso porque há um limite de três prestações atrasadas para serem quitadas com a conta ligada ao FGTS. É importante salientar ainda que apenas se pode quitar essa parte das mensalidades após o consorciado receber a contemplação.
 

4 – Liquidação do saldo
 

Vale até utilizar o montante que consta neste fundo do FGTS para arcar com uma parcela do saldo e até eliminar toda a sua dívida. Isso se o cidadão em questão já tiver sido contemplado com a carta para imóvel.
 

Desta maneira, se um consorciado contar com uma quantia devedora de aproximadamente R$ 60 mil, ele poderá reduzir essa dívida. Portanto, ele pode usar esses recursos para diminuir a sua dívida, bem como pode zerar a conta de uma vez por todas.
 
 

Exigências para usar o FGTS para obter a sua carta para imóvel

 
O FGTS pode muito bem ser utilizado pelos trabalhadores para conseguir a sua carta para imóvel, realizando o sonho da casa própria. Essa situação acontece a partir do cumprimento de algumas condições básicas tanto pelo lance quanto pela complementação do crédito.
 

1 – Prazo
 

É indispensável que o trabalhador prove que ficou mais de 36 meses trabalhando com a carteira assinada. A aprovação é realizada pelas informações do extrato da conta, quando essa for o bastante. Ou ainda pela profissional de trabalho.
 
Quando se refere a um trabalhador avulso, é preciso contar com uma declaração do sindicato de sua classe profissional. Sendo assim, o cidadão tem a condição necessária para usufruir deste direito.
 

2 – Sem casa
 
Além disso, o interessado não pode ter uma residência financiada pelo Sistema Financeiro de Habilitação em qualquer local do Brasil. E também não se pode ser dono de casa terminada ou em construção na cidade onde mora, trabalha ou nos municípios próximos.
 

3 – Limite do valor

 

De acordo com uma determinação do Conselho Monetário Nacional, em 2016, o limite de valores é de R$ 950 mil em quatro locais. Essa quantia se refere aos estados Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal. O teto para as outras unidades federativas giram em torno de R$ 800 mil.
 
Ao seguir todas essas exigências, o trabalhador usar o recurso do FGTS para acelerar os trâmites para obter a sua carta para imóvel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FIQUE POR DENTRO!

Assine a Newlsetter do Grupo Carboni e receba as nossas notícias em primeira mão!

NOSSAS EMPRESAS

© 2020 – Grupo Carboni. Todos os direitos reservados.