Proteja-se de greves e paralisações com o seguro empresarial

seguro empresarial

O que faz uma empresa funcionar são os funcionários, mas e se por algum motivo acontecesse uma paralisação? A exemplo da greve dos caminhoneiros que durou dias e gerou prejuízos, como lidar com essa situação? Descubra como o seguro empresarial resolve situações como essa.

 

Qual a finalidade do seguro empresarial?

Alguns donos de empresas preferem não contratar com seguro em seus negócios até que algo de inesperado aconteça. Pensar que seguro em empresas não é necessário, infelizmente, é algo comum por dois motivos.

O primeiro é acreditar que necessidade de utilização será muito baixa, o segundo é por não entenderem sua utilidade.

O seguro empresarial assegura que a empresa recupere rapidamente os bens ou estruturas danificadas.

O processo de recuperação é feito de forma que o gestor e sua equipe não percam tempo com essas questões.

Os seguros mais comuns são:

  • Contra bens internos e externos da empresa
  • Cobertura contra incêndios;
  • Cobertura contra explosões;
  • Cobertura contra problemas elétricos;
  • Cobertura contra desastres naturais;
  • Crimes ou vandalismo.

Todos os itens citados podem entrar em uma apólice e caso ocorram a empresa será indenizada.

 

Como o seguro empresarial pode diminuir o prejuízo de sua empresa durante as greves?

Greves geram problemas enormes para empregadores, principalmente prejuízos financeiros, pois ao invés da empresa estar crescendo ela fica parada.

Uma das formas do mercado de seguro tem para ajudar o empresário é com o seguro multirrisco, conhecido como Property.

A cobertura para greves e lockouts é somente uma cláusula contratada no seguro empresarial.

Esse modelo abrange diversas coberturas em uma única apólice, sua abrangência inclui:

  • Tumultos e greves;
  • Indenização por materiais perdidos;
  • Danos causados aos bens da empresa durante a greve

Os bens cobertos pelo seguro são todos aqueles que correspondem a área de atuação do segurado, alguns exemplos desses materiais são:

  • Máquinas;
  • Móveis
  • Ferramentas de trabalho;
  • Matérias-primas;
  • Mercadorias;

Outra opção de seguro é a cobertura adicional contra prejuízo gerado pela interrupção de trabalho. Essa cobertura será importante durante uma greve, pois pretende reparar os lucros e operacionalidade da empresa.

O serviço de reparo empresarial deixará a empresa no mesmo patamar anterior a paralisação. Essa cobertura adicional inclui contratação de seguro de danos materiais.

A contratação dessa apólice permite ao segurado pode acordar diversas garantias como forma de indenização de despesa.

A indenização pode servir para cobrir despesas fixas, lucro líquido, gastos não previstos, entre outras.

Outra modalidade de seguro para empresas é o de responsabilidade civil. Neste caso, a empresa pode solicitar que a seguradora cumpra algumas responsabilidades civis. A Responsabilidade civil somente indeniza danos materiais e corporais causados a terceiro.

Apesar da importância do seguro empresarial, nem tudo está ao alcance da cobertura das seguradoras

Saber o que está dentro e fora da cobertura do seguro é importante para se prevenir. Itens que não fazem parte da atividade final da empresa não podem ser inclusos no seguro.

Alguns desses objetos são:

  • Joias;
  • Pedras preciosas;
  • Obras de arte;
  • Objetos pessoais de funcionários da empresa.

A empresa não será indenizada caso veículos, de qualquer tipo, sejam danificados, exceto em caso de seguro de responsabilidade civil. Os equipamentos que sofrem com o desgaste por causa do uso excessivo não podem ser incluídos na apólice de seguros.

Contar com o apoio do seguro empresarial pode salvar sua empresa de perder lucro durante o período de greves. Simule já seu seguro empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *