A importância de calibrar os pneus do seu caminhão

O pneu do caminhão já não é um mero acessório. É um item que tem avançado muito em tecnologias a favor do rendimento e segurança da sua viagem. O pneu precisa suportar toneladas e aguentar os obstáculos das estradas, que muitas vezes são de más condições. 

Além disso, é um dos principais influenciadores do consumo de combustível e, consequentemente, da emissão de poluentes. A calibragem é um dos controles mais importantes em um pneu, já que é a responsável pelo aproveitamento ótimo dos sistemas de suspensão, transmissão, tração, direção e frenagem, trazendo assim maior segurança ao motorista e aos passageiros. Portanto, é necessário ter atenção e cuidados na hora de calibrá-los corretamente.
O que levar em consideração para a calibragem: 
Porte e carga: Cada pneu é desenhado para adequar-se ao porte do caminhão e sua capacidade de carga. Por isso, na hora de calibrar é muito importante saber o peso que os pneus terão que suportar. No caso de viagens longas e com mais carga, a pressão deve ser aumentada de acordo com a recomendação do fabricante para que os pneus trabalhem mais frios e mantenham a dirigibilidade do veículo. O estepe também precisa ser examinado e calibrado com uma pressão maior de até 5 psi acima dos demais.
Checagem: Quanto mais distâncias recorridas, maior será a alteração irregular na pressão dos pneus. É importante calibrar os pneus do caminhão pelo menos uma vez por semana, para garantir a rodagem ideal em todas as viagens. O uso do martelinho é bem conhecido para conferir a calibragem na estrada, mas é preciso esperar que os pneus estejam frios para verificar sua pressão. 
Modelo e fabricante: Tudo começa com a escolha certa do pneu, levando em consideração toda a sua vida útil (reformas e recapagens). Cada marca e modelo de pneu possui recomendações de pressão diferentes segundo o caminhão onde está instalado. Estas informações são indicadas pelo manual do proprietário, mas em alguns casos também são encontradas no lado de dentro da tampa do bocal de combustível ou em outros pontos internos da carroceria. Se não for respeitado ou a calibragem não for feita, o pneu vai ficar deformado, esquentar muito e se desgastar mais rapidamente. 
Os danos causados por pneus mal calibrados: 
Com excesso de pressão, a área de contato com o solo diminui e reduz a aderência do pneu. Isto pode aumentar o risco de acidentes em casos de frenagem de emergência e ocasionar a perda da trajetória nas curvas, em alta velocidade. O pneu fica mais rígido, provocando uma redução do conforto ao dirigir, assim como um desgaste prematuro da suspensão do veículo.
Já com pouca pressão, o pneu tende a sobrecarregar as laterais da rodagem, afetando rapidamente sua estrutura. Isso pode ocasionar deformação e um aquecimento anormal, causando degradação térmica, o que gera o pó de borracha dentro do pneu, e pode até estourar em casos extremos. A baixa pressão também provoca instabilidade no controle do veículo – quando o volante puxa para um lado – o que pode ocasionar acidentes graves.
A calibragem incorreta também pode resultar em maior consumo de combustível, pois o pneu apresentará resistência com a pista, como se estivesse freando, o que exigirá mais da potência do veículo para rodar. 
Da mesma forma, o desalinhamento das rodas ou as vibrações provocadas pelo desbalanceamento provocam desgaste irregular e afetam o desempenho do caminhão. E a participação do motorista é fundamental, dirigindo de maneira prudente, evitando obstáculos e conferindo o estado dos pneus em cada parada. 
Cuidados básicos sobre a calibragem: 
-Nunca desinfle um pneu aquecido.
-Ter tampas nas válvulas de todos os pneus.
-Não esqueça de verificar a pressão do pneu estepe.
-Depois de rodar com uma pressão muito baixa, nunca calibrar o pneu novamente sem verificar se seu interior apresenta alguma anomalia.
Para controlar a revisão dos pneus, respeite o plano de manutenção do seu veículo e garanta que, na oficina, este serviço seja feito. Dúvidas? Entre em contato com a Carboni Iveco mais próxima. Nosso Pós-venda te ajudará no que for necessário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *