Morar bem faz bem! Saiba como escolher um ótimo bairro

Morar bem faz bem! Saiba como escolher um ótimo bairro 6. Dicas de como escolher bem o bairro onde morar 1

Dicas de como escolher bem onde morar

A escolha do bairro onde morar nunca é uma tarefa muito simples, pois envolve o alinhamento das opiniões entre o casal, que nem sempre convergem para o mesmo lugar.

Mas de qualquer maneira a coerência no momento da escolha é fundamental e alguns pontos não podem ser deixados em segundo plano, pois desta decisão depende a qualidade de vida.

Relacionamos aqui algumas dicas que devem ser observadas, uma vez que terão influência direta no bem estar, devendo-se levar em conta o que se quer, se apartamento ou casa, área construída, qualidade da construção, etc.

 

 

 

Fique por dentro:

  • Local – Entende-se por local, o bairro ou região onde se pretende morar, se a preferência é por um lugar tranquilo ou mais agitado, daí a escolha por um bairro mais centralizado, residencial ou condomínio;
  • Infraestrutura – Entende-se por infraestrutura tudo que envolve as facilidades e confortos que o local disponibiliza para os moradores, a saber:
  • Pavimentação – As ruas pavimentadas com guias adequadas, boa captação de águas pluviais e bocas de lobo em número suficiente com bom declive evitando ocorrência de alagamentos;
  • Calçadas – É conveniente que o passeio tenha largura ideal para que haja área gramada com espaço suficiente para plantio de árvores, pois uma boa arborização proporciona sombra, refresca e purifica o ar;
  • Iluminação – É fundamental que a iluminação das ruas seja de qualidade, garantindo uma boa visão noturna dos arredores;
  • Abastecimento de água – Procurar saber a origem da captação da água potável e se a qualidade da mesma atende as necessidades básicas;
  • Conveniências – É importante que a região ou bairro disponha de uma boa rede de conveniências tais como: farmácia, mercado, comércio e posto de saúde;
  • Deslocamento – Avaliar as condições de deslocamento, ou seja, as distâncias do imóvel ao trabalho, a hospitais, do centro, etc.
  • Lazer – A existência de locais para prática de esporte, convivência social, diversão, parques, é de grande importância quando levamos em conta a qualidade de vida;
  • Segurança – Procurar saber se o serviço de segurança é efetivo, e se oferece garantias de um ir e vir com total tranquilidade;
  • Qualidade das construções – Observar se as construções do bairro são novas e de qualidade, se não são muito antigas, pois esse fator é responsável pela valorização do imóvel;
  • Procure conhecer o bairro ou região em horários diferentes para ter uma noção das variáveis de ruído, frequência, etc.
  • Vizinhança – Conhecer a vizinhança é fator preponderante, pois pode transformar o dia a dia em céu ou em inferno;
  • Converse com pessoas das imediações – Pergunte, questione sobre todos os aspectos do lugar e das proximidades;

Enfim, logo que escolhido o bairro, chega o momento da negociação. Acertado o valor, cabe agora definir a forma de pagamento. Se optar pelo financiamento imobiliário ótimo, porém, deve-se levar em conta os altos juros e todo o processo burocrático.
Caso disponha do valor para comprar à vista, muito bom também, mas é sempre bom lembrar-se das despesas documentais, e a descapitalização.

 

 

 

Dica de ouro

É sempre recomendável dispor de uma reserva financeira para alguma emergência, é segurança que reflete no bem estar da família.

Nos casos em que não se dispõe do valor total do imóvel, a melhor opção é fazer um consórcio, onde não existem juros e as parcelas cabem no seu bolso.

 
⟶ Simule online seu consórcio imobiliário, é instantâneo!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *