Proteção de renda familiar – Você sabia que é possível usar seu seguro de vida durante a vida?

Um seguro de vida é uma forma de manter sua família e seus dependentes seguros, caso algo aconteça com você. Muita gente acha que é melhor fazer algum tipo de aplicação, mas você sabia que é possível resgatar o dinheiro do seguro ainda em vida? Saiba mais como funciona este tipo de serviço.

 
 
 
 

Como funciona o seguro de vida?

O seguro de vida é um dinheiro que será destinado à família do segurado caso ocorra uma fatalidade, possibilitando que eles tenham estabilidade financeira por um tempo. Ou seja, a sua família poderá receber uma indenização caso ocorra algum dos sinistros abaixo:

  • Morte;
  • Invalidez (temporária ou permanente);
  • Doenças graves;

Em caso de morte, o beneficiário poderá escolher se quer o dinheiro em uma parcela integral ou em parcelas mensais por um tempo determinado.

Vale lembrar que tudo dependerá do tipo de contratação, sendo que em alguns casos, como nos acidentes e doenças, o segurado pode ele mesmo receber a indenização.

 
 
 
 

 

Como é possível utilizar o seguro ainda em vida?

Como o dinheiro do seguro de vida só é retirado após o falecimento do membro da família algumas pessoas acham que é melhor investir o dinheiro de outra forma. Para solucionar esta questão as seguradoras criam o seguro resgatável, que pode ser utilizado ainda em vida.

Nesta modalidade o segurado tem direito de cobertura para a sua família caso ele se ausente ou sofra algum acidente incapacitante, mas também pode resgatar o dinheiro em outras situações previstas.

Isso porque há uma espécie de poupança na qual o dinheiro é aplicado. Este plano é ideal para quem tem medo de investir em um seguro de vida, pois acha que vai precisar do dinheiro mais tarde para uma eventual emergência.

Esse tipo de seguro é uma modalidade que atende a ambas as necessidades, ou seja, proteção financeira em caso de morte e em casos de outras emergências. Por isso, muitas famílias estão cada vez mais optando por esse tipo de contratação.

 
 
 
 

 

Como funciona na prática a utilização do seguro em vida?

Na prática não há muita diferença do seguro de vida tradicional. O segurado continuará recebendo a mesma cobertura que contratou em caso de morte, invalidez ou doenças. O que muda é que dependendo da situação o dinheiro poderá ser resgatado por outros motivos. Por exemplo, no seguro de vida, caso o segurado não possa mais trabalhar por conta de uma doença grave ele pode escolher retirar o dinheiro de uma vez ou por meio de parcelas mensais. No caso do seguro resgatável, para retirar o dinheiro não é preciso necessariamente ocorrer nenhum tipo de sinistro. O segurado apenas precisa aguardar o período de carência antes de fazer a solicitação.

Em relação ao valor pago também há algumas mudanças, já que no seguro de vida comum o valor aumenta conforme o indivíduo muda de faixa etária. No seguro de vida resgatável o valor é ajustado de acordo com a inflação. Nesse tipo de plano também é possível estipular o valor que cada membro da família receberá.

Para saber qual é o tipo ideal é preciso saber quais são as principais necessidades suas e da sua família. Na dúvida, clique aqui e converse pelo Whatsapp com um corretor de confiança para saber quais tipos de seguro se encaixam no seu perfil.