Trafegar em “banguela” é ilegal e perigoso. Você sabe por quê?

Usar o ponto morto, popular “banguela”, nas descidas é uma atitude perigosa e, ainda, ilegal. Este hábito, mesmo que não pareça, ainda é muito comum entre muitos motoristas brasileiros. Porém, ele pode ter consequências graves como multas e acidentes. Veja os principais motivos para evitá-lo:



Curvas

O veículo desengrenado fica muito solto. Geralmente, o freio não dá conta de segurar o caminhão sozinho, diminuindo a capacidade de fazer a curva corretamente. O motor também serve como auxiliar do freio, e a tração auxilia na estabilidade do veículo.
Freios
Usar a “banguela” pode resultar em superaquecimento dos freios. Se engrenado, o carro tem a ação do motor para a frenagem. No ponto morto, este auxílio não existe e o sistema de freios é sobrecarregado, podendo apresentar falhas. Ou seja, se o caminhão estiver desengrenado e acontecer um imprevisto, você não conseguirá utilizar o freio-motor.
Multas
O artigo 231 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB diz que transitar com o veículo desligado ou desengrenado em declive é infração média, com multa de R$85,13 e quatro pontos na CNH.
Combustível
Atualmente, usar o ponto morto em descidas já não serve para economizar combustível. Nos carros carburados, poderia funcionar. Porém os novos modelos são equipados com injeção eletrônica e continuam jogando combustível na câmara de combustão, mesmo estando na “banguela”. Se engrenado, em descidas a central do veículo entende o movimento e diminui o combustível injetado na câmara e, nesse caso, economiza mais.
Câmbio
No ponto morto, a lubrificação da caixa de marchas é interrompida. A longo prazo, além do desgaste de componentes, pode haver risco de travar todo o sistema.
Seja consciente e preze pela direção econômica, eficiente e defensiva. Todos somos parte para ter um trânsito mais seguro nas rodovias do Brasil. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *