Veja o passo a passo para quitar o financiamento habitacional com consórcio

Veja o passo a passo para quitar o financiamento habitacional com consórcio imagens artigos Realiza Carboni MAIO 19

O sonho de muitos depois de adquirir a casa própria é poder quitar o financiamento habitacional. Esta ainda pode ser uma alternativa para economizar nos juros, pois o pagamento destes somente ocorre por causa das mensalidades. Assim, quanto mais demorar em pagar ao banco o crédito, mais dinheiro o proprietário irá despender para por fim quitar a dívida.

Ainda há a questão do saldo devedor, pois quanto maior é este saldo, mais juros precisarão ser pagos, de acordo como informa o consultor jurídico da ABMH (Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação), Vinícius Costa. Desta forma, quais os benefícios em quitar financiamento habitacional antes do tempo? Vejamos no decorrer do artigo.

Veja o passo a passo para quitar o financiamento habitacional com consórcio imagens artigos Realiza Carboni pequenas MAIO 193

Benefícios de quitar o financiamento habitacional

Existem ainda despesas embutidas no pagamento mensal do financiamento habitacional, o que o torna muito mais oneroso. Quando o mutuário quita a dívida, além de não precisar mais pagar juros, ele também não precisará pagar estes encargos. Isto varia de caso a caso.

Outro benefício, é poder utilizar o saldo do FGTS para quitar esta dívida, visto que é um recurso próprio. Mas antes de proceder com esta atuação, é importante fazer uma avaliação para saber se o dinheiro para quitar o imóvel não irá fazer falta no orçamento próprio ou familiar.

É importante saber que o banco não poderá criar impedimentos para a quitação do financiamento, nem cobrar taxas extras. Caso isso ocorra, é preciso registrar uma queixa no Banco Central e também em outros canais de atendimento. Caso o problema não resolva, o mutuário deve procurar por ajuda no SPC e nas Associações que podem auxiliar juridicamente.

 

Consórcios podem ser a solução para financiamentos habitacionais?

Existe uma lei, a 11.795/2008, a Lei dos Consórcios, que liberou a permissão para poder usar cartas de crédito para quitar a casa própria. Mas antes de fazer uso deste recurso, é importante conhecer como funciona esta transação para não ter problemas. Algumas regras, são:

– só é possível utilizar este crédito se ele tiver relação com o bem em questão, no caso, um imóvel;
– a carta de crédito deve ter maior ou igual valor do que o saldo devedor;
– é importante estar atento à data, que deve ser depois de 2009;
– é preciso ter o aval da administradora do consórcio e da instituição financeira que irá promover o financiamento;
– é exigência das administradoras que o consorciado esteja em dia com os pagamentos, sem nenhuma pendência, pois caso haja, ele não será liberado.

Depois dos prós e contras e saber que é possível realizar a quitação do financiamento habitacional, contrate um consórcio de confiança para obter a sua carta de crédito. Para isto, siga as seguintes instruções:

– verifique se a empresa que prestará este serviço é honesta;
– esteja ciente de que os valores não irão interferir no seu orçamento familiar;
– leia todas as cláusulas do contrato de adesão para saber se é possível quitar o financiamento com consórcio;
– aguarde a sua contemplação, caso seja sorteado.

Conforme você viu no artigo, é possível realizar a quitação habitacional na sua totalidade utilizando diversos meios, inclusive o consórcio, em que você pode receber o valor em espécie em até 180 dias, desde que esteja esta cláusula expressa no contrato que você firmou com o banco.

↪Ficou curioso? Tire suas dúvidas conosco pelo Whatsapp