Tombamento de caminhão: por que acontece e como atuar?

Aposto que mais de uma vez você já cruzou com um caminhão tombado na estrada, ou até mesmo já sofreu este acidente. Parece coisa difícil de acontecer, mas é num fechar de olhos que qualquer erro na carga ou na direção pode acarretar na perda de controle. 
Mas por que o caminhão tomba?
Vários pontos contam para o equilíbrio da carga e do caminhão na pista. A grande vilã é a velocidade acima da média permitida que faz com que, em curvas, o pneu levante e a queda seja inevitável. Isso é por causa da força “g”, unidade de medida que determina a aceleração lateral em uma curva. 
Trata-se da gravidade que você sente quando é empurrado contra a porta do caminhão em uma curva mais rápida. Essa força é a que pode causar o tombamento dos caminhões, já que eles suportam apenas 0,4 a 0,6 g, contra 1 g nos automóveis de passeio. Por isso há maior risco de tombar um caminhão que um carro.
Porém, até mesmo em velocidades baixas o acidente pode acontecer. Isso será,
provavelmente, devido ao excesso de peso de carga ou à má distribuição da carga no caminhão. Para evitar o tombamento, três cuidados simples podem ser tomados:
-Manter a velocidade pelo menos 10km/h abaixo da máxima permitida. Essa é a famosa direção preventiva, que ajudará a manobrar e evitar obstáculos com mais precisão, evitando acidentes.
-Não circular com excesso de peso no caminhão. Ele é responsável pelo desequilíbrio do veículo. Além disso, irá exigir mais do motor, obrigando o motorista a ter uma aceleração maior para suportar a carga.
-Fique atento ao efeito “chicote”. Ele afeta treminhões, bitrens e rodotrens. É causado pela excessiva trepidação na última carreta e pode terminar em um tombamento.
Saber o tipo de carga que você leva e qual a melhor forma para transportá-la. Para cargas vivas, por exemplo, não é aconselhável deixar muito espaço livre, por os animais podem se movimentar muito e causar desestabilidade no caminhão. Vale lembrar também que é preciso preocupar-se com a manutenção da vida e do bem- estar do animal, segundo a lei nº 9.503 do CONTRAN. Para carga líquida, é preciso prestar atenção no nível do tanque. Se o líquido não encher por completo ou no mínimo 80% a dimensão tanque, o fluído se espalhará com facilidade e qualquer movimento do caminhão vai chacoalhar a carga.
Se tombar, o que fazer?
Se infelizmente seu caminhão tombar, mantenha a calma e siga os conselhos a seguir:
1 – Certifique-se que você não está ferido. A adrenalina do susto pode impedir que seu corpo sinta dores imediatamente. Por isso, confira se você não sofreu nenhum ferimento grave antes de fazer qualquer outra coisa. Caso tenha alguma lesão, sangramento ou fraturas, ligue para o SAMU no 192 ou para os Bombeiros no 193.
2- Sinalize a pista, caso você esteja bem e possa se movimentar. Utilize triângulo e cones. Se não tiver, use galhos de árvores ou arbustos. É importante colocar os avisos desde uma distância longa, para que os outros motoristas consigam estar alertas e frear a tempo.
3- Descarte a possibilidade de incêndio. Dependendo do tombamento, o impacto pode amassar o tanque, causar rachaduras e vazamento de diesel. Se isso acontecer, qualquer faísca pode começar um incêndio. Tenha certeza que seu extintor está dentro da validade. Caso não consiga pegá-lo, você pode jogar areia ou terra em cima do fluído espalhado pela pista.
4- Acione a seguradora. Eles podem auxiliar para chamar o guincho e tomar outras providências, facilitando muito trabalho para você. Caso não tiver seguro, procure o guincho local para remover o caminhão e leva-lo a uma oficina.
5 – Comunique o embarcador. O seguro da carga deve ser feito seja pela transportadora ou pelo embarcador, assim que ambos devem ser informados sobre o tombamento e a situação da carga, tratando de prevenir roubos indesejados.
6 – Vá ao médico. Às vezes, podem não haver sinais de ferimentos externos, porém o choque pode causar danos internos ou até mesmo traumas. Faça um check-up após o acidente para avaliar sua saúde.
Toda atenção aos detalhes é pouca em uma viagem. Redobrar os sentidos e usar a direção defensiva são fundamentais para a sua segurança, a do caminhão e da carga que você transporta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *