Outubro Rosa: quanto antes o câncer de mama for detectado, melhor

Outubro Rosa: quanto antes o câncer de mama for detectado, melhor
Entramos no mês de outubro, quando é feita a campanha mundial do Outubro Rosa.

O Outubro Rosa tem como objetivo informar a população sobre o câncer de mama, seus mitos e verdades, e destacar a importância do diagnóstico precoce para aumentar as chances de cura da doença ainda nos seus primeiros estágios.

Outubro Rosa – Dados

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer – Inca, no Brasil cerca de 28% dos casos de câncer detectados anualmente em mulheres são de mama. É o segundo principal tipo de câncer que acomete mulheres no país, atrás apenas do câncer de pele, e o primeiro em número de mortes. É possível que o câncer de mama apareça em homens, mas é raro, sendo apenas 1% do total de casos da doença.

Em média, estima-se que mais de 60 mil novos casos de câncer de mama serão diagnosticados só em 2020. Deste total, aproximadamente 1 a cada três casos são totalmente curados.

Observe-se, examine-se, cuide-se!

Para garantir uma maior chance de cura do câncer de mama, é de extrema importância prestar atenção nos seus seios para observar qualquer tipo de alterações, sejam elas visíveis ou sensíveis ao toque. O autoexame é a principal ação que ajuda a detectar os tumores na mama. Por isso, ele deve ser feito periodicamente por mulheres de qualquer idade, e principalmente pelas que têm mais de 40 anos.

Não existe um método específico para fazer o autoexame das mamas. O importante é que você conheça bem o seu corpo para saber quando há algo diferente. Os sinais mais comuns que você deve prestar atenção são:

  • Caroço (nódulo), geralmente indolor.
  • Pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja
  • Surgimento de alterações no bico do peito (mamilo) ou saída espontânea de líquido de um dos mamilos.
  • Pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Ter algum destes sintomas não significa que você tenha câncer de mama, mas se você perceber qualquer uma destas características, agende uma consulta com um ginecologista imediatamente. Lembre-se que quanto antes o câncer for detectado, maiores são as chances de cura.

Para confirmar a existência de um tumor, a recomendação é fazer uma mamografia ou uma ultrassonografia mamária. Ambos exames estão disponíveis para fazer através do SUS para o grupo de risco (idade acima de 40 anos), ou para pessoas mais jovens de acordo com a gravidade e probabilidade do diagnóstico dar positivo.

Uma vida saudável ajuda a prevenir a doença

Além do fator de risco referente à idade, outros fatores também podem influenciar nas chances de que uma pessoa contraia o câncer de mama durante a sua vida. A obesidade, o sedentarismo, o estresse, o consumo de bebidas alcoólicas e a má alimentação são os principais.

O fator genético, quando há histórico de câncer na família, é responsável por apenas 5% a 10% da probabilidade de ter câncer de mama. O risco de desenvolver este câncer pode diminuir em até 28% com alimentação saudável e atividades físicas.

Se você possui mais de 40 anos, recomenda-se realizar uma mamografia ao menos uma vez por ano. Mesmo que você não sinta nada diferente nas mamas, o câncer também se apresenta algumas vezes no formato de pequenas calcificações, que só podem ser detectadas através do exame clínico.

Quanto antes, melhor!

No câncer de mama e em qualquer outro tipo de câncer, quanto antes a doença for detectada, maiores são as chances de êxito no tratamento para a cura. Em alguns casos será necessário fazer uma mastectomia (remoção total ou de parte da mama), e em outros é possível combater a doença com tratamentos químicos (quimioterapia).

Lute contra o medo, enfrente essa doença cara-a-cara! Observe o seu corpo, conheça os seus ciclos e fique de olho em qualquer anomalia que você sinta nas suas mamas. Frente a qualquer dúvida ou suspeita, marque uma consulta médica.

Outubro rosa: Todas juntas na luta contra o câncer de mama!

O câncer de mama tem cura! Compartilhe essa informação com as mulheres da sua vida e vamos trabalhar juntos para cuidar da saúde de todas.

Para mais notícias e informações, inscreva-se grátis na Newsletter do Blog da Carboni e receba as próximas atualizações direto no seu e-mail. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *