Fenação garante qualidade na alimentação do rebanho o ano todo

Fenação garante qualidade na alimentação do rebanho o ano todo GA 300 2

A fenação é uma das melhores alternativas para estoque de alimentação animal. Isso porque, quando bem feita, ela mantém todas as propriedades da planta e oferece boa nutrição ao rebanho. Para isso, é importante garantir um processo feito com qualidade a cada etapa. Boas aliadas nessa tarefa são as enfardadoras.

Devido à sazonalidade das chuvas, é difícil manter uma pastagem viva o ano todo para os bovinos. Por isso, é primordial para o produtor rural ter alimento estocado para os animais. Uma das formas de armazená-lo por longos períodos é a fenação. O feno e o pré-secado são feitos de gramíneas ou leguminosas cortadas, secas e estocadas para consumo posterior.

Por que apostar na fenação

Algumas vantagens da fenação em relação a outras técnicas de conservação de alimento animal, são:

  • Alimento de qualidade por longos períodos: o feno suporta o armazenamento por longos períodos, desde que desidratado corretamente. Também depende de um local de estoque com baixa incidência de luz, sem umidade e boa ventilação.
  • Maior produção de forragem por área: quando feito na época certa (época de chuvas), o corte permite que as plantas brotam novamente. Assim, permite maior produção de forragem por unidade de área.
  • Alto valor nutritivo: a planta colhida no momento em que apresenta um bom rendimento de matéria seca proporciona alto valor nutritivo. Assim, serve tanto para uma dieta de manutenção ou para o ganho de peso dos animais. Isto é, viabiliza a produção de diversas categorias sem oscilações na produtividade durante o ano;
  • Carne de melhor qualidade: alimentar animais com o feno permite aproveitar épocas de melhor preço da carne, por meio do confinamento.
  • Uma das grandes vantagens do feno é que ele é de fácil transporte. Logo, é fácil comercializá-lo para os produtores que não têm disponibilidade de alimento. Seu transporte e ministração aos animais é simples graças à sua compactação por enfardadeiras.
Feno na alimentação animal

fenação proporciona um alimento muito versátil, que serve para vários tipos de criações: bovinos, equinos, caprinos e ovinos. As dietas desses animais ficam bem equilibradas com o feno, mantendo bom ganho de peso. Afinal, o feno não perde a qualidade nutricional e nem deteriora com o passar do tempo. Essa é uma alternativa para conservar forragens de boa qualidade. Assim, se aproveita o potencial produtivo em épocas mais abundantes, suprindo as necessidades das épocas de escassez.

O feno pode ser triturado e misturado com suplemento mineral ou apenas descompactado e colocado nos cochos. Tudo depende das necessidades e o tipo de manejo alimentar feito pelo produtor.

O processo ideal de fenação

Para ter um feno de qualidade, duas condições são essenciais. Primeiramente, é preciso escolher uma espécie de forragem com elevado valor nutritivo. Em segundo lugar, a secagem precisa ser feita de forma que garanta o mínimo de perda de nutrientes. Geralmente, quanto mais rápida a secagem, mais eficiente será do ponto de vista nutricional.

Ainda, é bom atentar para o momento em que será feito o corte das plantas para garantir o máximo de matéria seca. Também, ter cuidado para evitar a mistura de ervas daninhas e plantas tóxicas, garantindo um alimento seguro para os animais.

Em relação a processo de produção, a fenação ocorre em quatro ou cinco importantes etapas.

  • Corte: é o corte da forragem. Ela deve ser feita logo no início da manhã, tanto manual quanto mecanicamente.
  • Revolvimento: se trata de expor a forragem colhida ao ambiente, de distribuí-la na maior área possível para a secagem;
  • Enleiramento: é feito quando a secagem do feno não acontece em um dia só. Ele consiste em “aglomerar” o feno em montes, para que ele fique o menos exposto possível ao sereno da noite (umidade). No dia seguinte, é feito novamente o espalhamento do feno para dar continuidade ao processo de secagem.
  • Enfardamento: organização do feno seco em fardos para depois armazenar.
  • Empacotamento: no caso de pré-secado, com maior teor de umidade, deve-se empacotar o fardo com filme plástico, para a realizar a fermentação e conservação da forragem.
O papel das enfardadoras na eficiência do armazenamento

Fenação garante qualidade na alimentação do rebanho o ano todo

Apesar de poder ser guardado solto, o armazenamento do feno é comumente feito em fardos. Isso porque a técnica do enfardamento é muito útil na fenação, pois mantém a matéria longe da umidade, que propicia a proliferação de fungos na forragem. Além disso, compacta o material e, assim, facilita o armazenamento, o transporte e o controle da quantidade de feno disponível na propriedade.

Aliás, muitos pecuaristas acabam por perder feno pela exposição à alta umidade, que favorece a reprodução de fungos e bactérias. Uma das formas de fazer o enfardamento com qualidade é por meio das enfardadoras. Essas máquinas embalam o feno na forma de fardos, formato que facilita o transporte, o armazenamento e o manuseio do produto na rotina do manejo alimentar do rebanho.

Basicamente, esse equipamento recolhe o material no chão, fazer a prensagem e, depois, o amarrio  Além disso, prendem a matéria firmemente, para garantir o fardo não se desfaça. Ainda, para evitar a perda de valor nutricional, o fardo deve ser selado o mais rápido possível. Com uma máquina combinada, o fardo é selado em segundos.

A Kuhn possui enfardadoras que atendem várias demandas com total qualidade. Assim, as garantem fardos perfeitamente formados e regulares, com densidades excepcionais dos fardos, mesmo nas condições mais difíceis.

Conheça a gama de enfardadoras Kuhn e siga a marca nas redes sociais para conhecer mais soluções que vão trazer eficiência à sua lavoura.

Para mais notícias e informações, inscreva-se grátis na Newsletter do Blog da Carboni e receba as próximas atualizações direto no seu e-mail. 

Fonte: Kuhn Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *