Evite 5 erros comuns com os pneus do caminhão

Evite 5 erros comuns com os pneus do caminhão

Cuidar bem dos pneus do caminhão é uma maneira de diminuir bastante o custo operacional no transporte, além de ter viagens mais seguras.

Os caminhões carregam toneladas de peso que são sustentadas pelos pneus, os quais enfrentam estradas muitas vezes esburacadas, irregulares e com temperaturas extremas. Tudo isso afeta na vida útil dos pneus, e prestar atenção em cada detalhe é a melhor maneira de economizar com a frota mais adiante.

Porém, muitos transportadores ainda cometem erros comuns que afetam a durabilidade trazendo mais gastos e gerando estresse.

Veja abaixo 5 desses erros mais comuns e evite-os para melhorar os resultados da sua empresa.
  1. Não fazer balanceamento e alinhamento

O balanceamento das rodas é o que ajuda a nivelar e distribuir melhor o peso do caminhão entre os pneus. Não fazer o balanceamento causa desgaste prematuro e irregular tanto dos pneus como de outras peças, o que pode custar caro a médio e longo prazos, além de ser muito perigoso. O mesmo vale para o alinhamento da geometria do caminhão, que serve para corrigir a estabilidade e tração do veículo.

Recomenda-se que o alinhamento e o balanceamento sejam feitos a cada 10 mil quilômetros. Também sempre devem ser feitos depois da troca de um pneu ou componente do caminhão, ou sempre que o motorista sinta a direção pesada, puxando para um lado ou com vibrações no volante.

  1. Errar na calibragem

A calibragem correta e periódica é fundamental para tirar o maior proveito dos pneus, além de garantir mais segurança nas operações. Pressão abaixo ou acima da recomendada só vai resultar em prejuízo, com maior desgaste dos pneus e mais consumo de combustível.

Calibre ao menos uma vez por semana. Cada modelo de pneu tem a sua pressão ideal para calibragem, e essa informação pode ser encontrada no manual do produto. Além disso, na hora de calibrar é importante considerar o peso da carga e o tipo de estrada que o caminhão vai enfrentar no trajeto de cada frete.

  1. Não fazer o rodízio de pneus

Fazer o rodízio de pneus é uma maneira de aumentar o tempo de uso do conjunto, já que com isso o desgaste vai sendo regulado. Com o rodízio, uma vantagem é que muitas vezes na hora de trocar os pneus não seja necessário trocar o jogo completo, e sim somente os que estão mais gastos.

O rodízio é uma das principais medidas de manutenção para prevenir o desgaste irregular dos pneus. Cada modelo de caminhão conta com um tipo de rodízio específico, muitas vezes recomendado pela própria fabricante do veículo. Procure fazer esse procedimento junto com o balanceamento e alinhamento, sempre em uma oficina mecânica de confiança.

  1. Escolher os pneus errados

Existem inúmeros modelos de pneus no mercado, e cada um tem uma finalidade específica para o transporte de cargas. Desde o tipo de estrada, o peso da carga, até o modelo de cada caminhão, escolher os pneus certos é muito importante para ter viagens seguras e eficientes. Errar nessa escolha pode causar danos em outras peças do caminhão, além de aumentar o consumo de combustível, e muitos outros problemas.

  1. Dirigir com imprudência

O jeito de dirigir o caminhão impacta muito na durabilidade de todos os componentes do veículo, incluindo os pneus. Frear e acelerar bruscamente, fazer curvas muito rápido ou não desviar de buracos são atitudes que causam muito desgaste da banda de rodagem e das rodas em si, além de ser perigoso.

Dirija sempre respeitando as leis de trânsito, com ações que estejam de acordo com o peso da carga que você leva e com o tipo de estrada pela qual está rodando. Outra atitude que é responsabilidade do motorista para conservar os pneus é mantê-los sempre limpos.

Conclusão

Além de todos esses erros, outro problema comum é que a troca dos pneus não é feita na hora correta. Lembre-se de verificar sempre os sulcos de cada pneu, que não podem ser menores de 1,6mm de profundidade. Quando a banda de rodagem estiver desgastada até o limite máximo do TWI, compre um pneu novo! Rodar com pneu careca é ilegal, muito perigoso, e aumenta o consumo de combustível.

Você quer economizar ainda mais com a sua frota? Então preste atenção nesses detalhes e evite esses erros muito comuns. Conte sempre com a equipe da Carboni para manter os seus pneus em dia e otimizar a sua operação. Compartilhe a informação com os seus colegas!

Assine gratuitamente a Newsletter do Blog da Carboni para receber no seu e-mail mais informações e notícias atualizadas sobre o transporte de cargas. 

Para renovar sua frota, entre em contato com nossa equipe! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *