“Iveco está em um momento mágico”

“Iveco está em um momento mágico” 99bf4dec3fbde65bd46afd8f4c942ed3

Márcio Querichelli, Líder da Iveco para a América Latina,  fala em entrevista para a Revista Caminhoneiro do momento positivo que a empresa vem passando, apesar das dificuldades impostas mundialmente pela pandemia.

Revista Caminhoneiro – Como vê o setor de caminhões nacional? 

Márcio Querichelli – Estamos passando por um período, no ponto de vista econômico, de pós-crise. Principalmente, quando a gente olha o setor de veículos comerciais, sobretudo, o de caminhões.

Percebemos que está ocorrendo uma recuperação desde o segundo semestre do ano passado, que foi alavancada pelo agronegócio e as exportações. A pandemia afeta todo o mundo, de diversas formas, e muitos países precisam do nosso agronegócio. Eu vejo com bastante otimismo 2021.

Ano passado foi excepcional à Iveco, considerando as perspectivas de recuperação em formato em V e a estimativa é que esse crescimento continue. Não estamos fazendo uma previsão de mercado por que ainda é cedo para tal, além de ser um importante ponto estratégico. Contudo, Grazi, estamos bem otimistas.

O setor do agronegócio vai ser positivo nesse sentido. Nós temos uma gama completa de veículos. Outro setor que promete desempenho é o de e-commerce e nós possuímos veículos excelentes para atender esse segmento. Portanto, eu vejo o cenário dos veículos comerciais bastante positivo e obviamente com determinados riscos que podem acontecer em função da velocidade da vacinação e sua eficácia que esperamos que seja a mais alta possível. Também as reformas políticas precisam acontecer. 

Revista Caminhoneiro – Quais os fatores que justificam o crescimento da marca, apesar do mercado ter registrado uma queda de 11%?

Márcio Querichelli – É verdade. Em 2020, a marca foi a que mais cresceu em vendas no País. Enquanto a venda de caminhões no Brasil caiu 11%, a Iveco apresentou um incremento de 30% em relação a 2019, segundo dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). Eu estou muito feliz em poder fazer parte da equipe Iveco, liderar essa nova fase que a empresa está vivendo.

Ela está em um momento mágico. Tem sido algo extremamente motivador. Eu tenho bastante experiência no setor de veículos comerciais, enfim na indústria automobilística. Estou há mais de 35 anos nesse negócio que sou apaixonado. Atuei em várias marcas e continentes como Ásia, Europa, América, entre outros. Mas sempre querendo voltar para o nosso Brasil. Grata satisfação de liderar essa nova etapa.

Montamos um plano de recuperação da marca bastante robusto. Eu costumo dizer que são vários fatores que influenciaram, entre os quais a Iveco tem uma equipe de profissionais maravilhosa, de altíssima qualidade e competência. Para completar e consolidar todo um trabalho estratégico estamos fazendo fortes investimentos, melhorias de qualidade técnica e ampliação e renovação do line-up nos últimos anos. 

Revista Caminhoneiro – O executivo espera muitos desafios daqui pra frente?

Márcio Querichelli – Sem dúvida, a questão de como fica a saúde das pessoas no nosso País e a velocidade da vacinação são desafios reais. A Iveco está passando por um momento mágico, como já falei. A gente espera que tenhamos mais elementos positivos, em 2021, do que negativos.

Outro desafio, é a cadeia de fornecimentos que não está 100% devido ao aumento da demanda que começou no final de 2020 e agora no início desse ano. Esse fenômeno não acontece só no Brasil.

Ele praticamente ocorre em todos os países da Europa, enfim no mundo inteiro. São os mesmos fornecedores, fornecedores comuns que precisam abastecer praticamente as mesmas empresas. No entanto, já estamos nos preparando para enfrentar essa situação, dentro do possível, é claro. Seguimos otimistas para superar essa questão.     

Revista Caminhoneiro – A Iveco vem anunciando novas contratações? 

Márcio Querichelli – Sim, Grazi. A Iveco anunciou recentemente a contratação de mais 478 colaboradores temporários, para o complexo industrial de Sete Lagoas (MG), que estão reforçando a produção de veículos comerciais para atender à alta procura por produtos da marca.

Em outubro do ano passado, a Iveco já havia contratado 272 temporários para a fábrica, totalizando 750 novas vagas no período que engloba até o primeiro semestre deste ano. Ela pretende passar para três turnos.

O segundo ponto é o nosso portfólio que é muito bom. Em 2020, foi lançado o novo Iveco Daily que chegou para reafirmar o sucesso da linha no segmento de leves e se manter como referência em sua categoria no Brasil. Permaneceram a robustez, o conforto e a versatilidade, já consagrados pelo mercado, com o melhor custo operacional para o cliente.

O Novo Iveco Daily Chassi-Cabine 35-150 é o único com conforto de carro e força de caminhão. O modelo garante ótimo desempenho nas grandes cidades, com nova cabine inspirada no design europeu que promove dirigibilidade de automóvel. Nesse segmento de chassi, a Iveco cresceu 29% em vendas e alcançou um market share de 37,5%.

?Já no segmento de médios, destaque para os Tector 9 e 11, lançados em 2019 com foco no cliente, esses novos integrantes da família Tector se destacam pelo nível elevado de conforto com grande versatilidade de cabines (curta, leito, teto alto e baixo), diversas opções de motorização e entre-eixos, e já alcançaram 7% em participação da Iveco nos segmentos de 9 e 11 toneladas. Esses lançamentos nos tornaram mais competitivos nos segmentos de leves e médios e completaram o nosso portfólio de produtos. 

No segmento de semipesados, acima de 17t, a marca cresceu 46% no último ano. Dentro desse segmento, a marca oferece caminhões prontos para qualquer desafio, com dirigibilidade, cabine confortável e o melhor câmbio automatizado da categoria.?

Com a chegada dos novos Tector, a Iveco voltou a ser uma empresa?Full Liner, com amplo portfólio de caminhões que vai das 3,5t até os extrapesados (acima de 45t). A linha Tector é a linha mais completa do mercado, com caminhões que vão de 9t até 30t (versão 8×2).

A linha 2021 de pesados da marca (Hi-Road e Hi-Way) ganhou um novo serviço de conectividade: o Iveco Connect. O sistema de telemetria e conectividade ‘Iveco Connect’ monitora, constantemente, o desempenho do motorista e as funções do veículo.

A sala de controle, que está localizada no complexo industrial da Iveco em Sete Lagoas (MG), monitora 24 horas por dia, sete dias por semana, as informações recebidas pelos dispositivos, sendo responsável por antecipar demandas dos clientes em um eventual problema com o produto, contatando o motorista e sugerindo soluções. Essa previsibilidade é mais uma forma de apoiar o motorista em todos os rincões do Brasil, especialmente nestes tempos incertos.

Revista Caminhoneiro – A expansão da rede Iveco continua? 

Márcio Querichelli – Sim.  Com planejamento voltado para o cliente, a Iveco também investiu na ampliação de sua rede de atendimento e encerrou 2020 com 77 pontos no País, entre concessionárias e pontos assistenciais. Apenas durante o ano passado foram inauguradas 12 unidades em território brasileiro. O plano é chegar a pelo menos 100 pontos de distribuição e assistência no Brasil este ano.

Caminhoneiro Davi Meira – A Iveco irá trazer o novo extrapesado (S-Way) para o Brasil, que circula na Europa?  

Márcio Querichelli – Estamos com as atualizações técnicas feitas no Stralis com as versões Hi-Road e Hi-Way e com a receptividade dos clientes. O modelo é extremamente adequado a aplicações do nosso mercado e com ele iremos por mais alguns anos.

O S-Way, claro, faz parte do futuro e deve estar alinhado com as mudanças de emissões. Nosso Stralis está muito bem, com maturidade, custo operacional baixo e preço competitivo. O S-Way tem que estar plenamente adaptado à realidade brasileira.  

“Iveco está em um momento mágico” 324b6500348e738432302124e8b2af1d

Caminhoneira Beatriz Berbel – Qual é a sua visão sobre as mulheres caminhoneiras? 

Márcio Querichelli – Que pergunta legal. Gostei muito. A gente tem um projeto dentro da companhia que trabalha o aspecto da diversidade em todos os segmentos. Tenho visto nos concessionários também movimento bacana de muitas mulheres levando o caminhão e depois indo à estrada.

A mulher vem ganhando espaço e dou o meu apoio incondicional para que continuem conquistando seu lugar em todas atividades. Os nossos veículos estão cada vez mais amigáveis e mais confortáveis para todos, inclusive, as profissionais do volante que merecem todo o nosso respeito e admiração.

Vocês são ótimas, cuidadosas e atenciosas. Parabéns a todas e em especial à Beatriz que me enviou essa pergunta. Continuem firmes e fortes nessa direção. 

Revista Caminhoneiro – Qual é a sua opinião sobre os combustíveis alternativos?

Márcio Querichelli – Para nós é uma estratégia de fundamental importância. A Iveco tem uma vantagem enorme em relação aos demais fabricantes porque ela possui a tecnologia disponível e comercializa veículos a gás em outros países. A escalada de combustível alternativos acontece em etapas e é óbvio estamos indo do diesel para o gás e também caminhamos para os veículos elétricos.

Nos últimos dez anos, antes de chegar a Iveco, me dediquei aos países da América Latina, principalmente Chile, Peru, Colômbia, e até América Central e Caribe. Possuo muita familiaridade com esses mercados e com as empresas. Cheguei em um momento no qual alguns negócios estavam em andamento e conseguimos fazer uma das maiores vendas da história com veículos a gás na região, de 100 unidades para NRG, na Argentina, e 35 caminhões GNL para a transportadora San Gabriel, do Chile.

Estamos vindo pelos países que estão gerando maior demanda e, temos sim, um projeto para trazer para o Brasil, com uma linha de produção dedicada em Sete Lagoas. Estamos debruçados sobre a viabilidade para isso. É uma tecnologia que a Iveco domina na Europa, com mais de 50% de participação e não possui muito segredo trazer para cá. No entanto, precisamos de apoio para buscar isenção de ex-tarifários a determinados componentes, aqueles que ainda não se consegue fabricar aqui por causa do baixo volume.

Além do mais, existem questões a serem superadas em relação à viabilidade econômica e à infraestrutura. Não tenho dúvida de que esse é um passo estratégico muito importante não só para a Iveco, mas para toda indústria e mercado, pois representa etapa intermediária à chegada dos veículos elétricos, que ainda precisam de muito investimento e desenvolvimento em tecnologia. Esse é o caminho da sustentabilidade, mas também tem que ser levado em conta o custo da operação. 

Revista Caminhoneiro – Como a Iveco se relaciona com os caminhoneiros?  Envie uma mensagem para eles.

Márcio Querichelli – O caminhoneiro é tudo para nós. Na maioria das vezes, ele é quem decide na hora da compra do veículo. Afinal, é ele que fica boa parte do tempo dentro do caminhão e é fato que dirige os nossos veículos pelo mundo afora. Nós trabalhamos para tê-los do nosso lado, como na fase da pandemia, por exemplo.

O nosso foco foi dar suporte para esses importantes profissionais. Nós temos a Gincana do Caminhoneiro, o maior evento itinerante de estrada feito 100% para eles.

Tradicionalmente, passa pela maioria dos pontos onde eles se concentram levando saúde, orientações importantes e muito mais. Nós temos um programa interessante também de trazer os clientes e os caminhoneiros para visitarem a fábrica de Sete Lagoas, MG, (fábrica de motores, pista de teste, entre outras). Gostamos que eles conheçam toda infraestrutura e se tornem parte disso tudo.

Em relação à mensagem, primeiramente quero agradecer essa oportunidade direta de falar com os caminhoneiros. É um imenso prazer. Reforço que a Iveco é uma marca extraordinária que tem origem na Itália e que está enraizada no Brasil há mais de 20 anos e tem uma gama de produtos extraordinários.

A gente busca, cada vez mais, aprimorá-los sempre com foco nos nossos clientes. Acreditem no Brasil, acreditem que vamos sair muito em breve dessa crise e iremos continuar esse processo de retomada. A Iveco crê muito no crescimento desse País e conta com vocês para que seja feito de forma mais saudável, com muita energia e determinação. É importante que o Brasil continue crescendo e dando oportunidades para seu povo merecedor. A Iveco quer, sem sombra de dúvida, fazer parte desse momento e do que mais tem por vir.   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *